MENU

LEMBRANÇAS de Viagem

Abaixo de presente para você uma crônica no meu Livro Somos Todos Decoradores- O dia a dia de Uma arquiteta:

Decoração na bagagem

Antes olha que linda a ilustração que tem no livro aqui exclusivo para você COLORIDA!!
A ilustra é da super boa ilustradora Vivian Suppa, que fez todas as ilustrações do livro.

Decoração na bagagem

Pepino à vista: é quando a cliente volta do exterior com a mala cheia de itens para a casa.
Uma amiga arquiteta não tinha tempo para pegar o projeto e me passou o trabalho. Era justamente um caso onde a moradora tinha reunido de suas últimas viagens acessórios para o novo lavabo. O projeto incluía a casa toda, mas quando vi o que ela queria usar no pequeno banheiro social, gelei.
Para a pia, que por sinal estava muito alta, desproporcional aos seus 1,50 m de altura, a cliente tinha comprado uma torneira em Buenos Aires, Argentina, a qual faltava uma peça, que a deixava vazando o tempo todo.
Depois havia o papel de parede, vindo diretamente dos Estados Unidos. O único porém era a metragem, bem menor do que o tamanho do ambiente. E, finalmente, o tapete escolhido na Turquia, muito pequeno para o lavabo.
O que fazer com tudo aquilo? Bem, com certeza irá dar um jeito de disfarçar o estrago, mas, quer saber? Foi melhor não termos fechado negócio. Assim como ela falou mal dos outros profissionais que rejeitaram sua proposta, acredito que comigo também foi igual. Quer dizer, se realmente houve mais algum arquiteto depois de mim.

Vencendo as tentações!!
É difícil, eu sei muito bem, resistir às opções oferecidas pelas lojas de decoração de outros países. Mas vai por mim, a chance da compra dar errado é bem maior do que a de dar certo.

Até uma simples almofada complica na hora de combiná-la com as demais que já se tem. Daí, ou compramos por aqui outras que se harmonizem com ela, ou, a deixamos esquecida em algum canto.

Papel de parede também é outro enrosco. Não se deixe vencer pelas estampas maravilhoooosas se você não tiver tudo esquematizado.
Para começar é preciso que um profissional meça o ambiente onde ele será usado e informe a metragem correta, a qual irá variar de acordo com os diferentes tamanhos de rolo. Tem ainda a questão do rapport, que é a repetição perfeita dos desenhos entre as emendas. Complicado, não é? E o pior é que nos home centers, principalmente da Europa e dos Estados Unidos, não existem funcionários para nos orientar na hora da compra.

Tem cliente que se encanta com as luminárias europeias e as trazem desmontadas. Quando chegam aqui, cadê gente para montá-las? Ninguém sabe como e aquela obra prima se transforma num estorvo.

E ainda se corre o risco da voltagem não ser compatível com a nossa, bem como de não se achar lâmpada adequada para o modelo. Uma vez teimei em trazer um lustre de acrílico na mala. Com muito cuidado, a peça chegou inteira, mas a mala novinha, por causa dela, foi pras cucuias.

Depois descobri que numa loja em São Paulo, o mesmo lustre custava apenas 40% mais caro. Não valeu o estresse.

Até 30 anos atrás, era comum o pessoal trazer de fora seus itens de decoração, afinal não tínhamos um bom comércio por aqui. Hoje as coisas mudaram. O Brasil está muito bem servido de boas marcas e produtos de qualidade. Além disso, é possível pagar no cartão parcelado e em nossa moeda. Sem falar na garantia e na facilidade de reposição de peças.

Veja no canal do Youtube Decorei Tudo, no lINK abaixo, este video onde resolvo para você como colocar as lembranças de VIAGEM para decorar na sua casa.

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Mais posts:

Vermelho na Decoração

RED MOOD . Como usar VERMELHO na decoração com maestria. . Pintar uma parede de vermelho é o óbvio e já foi muito usado e